Dia Mundial da Criança, em Portugal

Neste dia Mundial da Criança, em Portugal, prefiro falar da minha infância. Ao fim e ao cabo, penso que será ela mesma um reflexo da vivência de uma grande parte das crianças... Em toda a minha infância fui uma criança feliz, cercada de amor e carinho por todos aqueles que me rodeavam. Recordo-me com um sorriso, das férias com a família, dos almoços e jantares, do convívio com os meus primos sempre plenos de folia, do meu primeiro dia de aulas, das brincadeiras com a minha irmã - que nem sempre corriam bem mas, acabavam sempre com: "Queres voltar a ser minha amiga?" - e lá voltávamos a mais um divertimento. O nascimento do meu irmão foi um momento vivido com intensidade e com muita felicidade. Uns meses mais tarde, divertia-me sempre que o colocava numa caminha de bonecas e com um fio preso à mesma, puxava-o pela casa fora - e, ele dobrava o riso. Das partidas que pregávamos, das construções na areia sempre que íamos à praia, sendo de referir que o meu irmão chorava sempre que tocava com os pés na areia. Lembro-me com gáudio de que sempre que me caía um dente acordava, no dia seguinte, com uma pequena prenda debaixo da almofada...- o que anulava de imediato a tristeza que sentia ao ver-me ao espelho desdentada. 
Era com muita ansiedade e júbilo que aguardávamos a chegada do dia de Natal para podermos abrir as prendas e sermos sempre surpreendidos positivamente com tudo aquilo que recebíamos.
 Já para não falar das aventuras e desventuras com pequenos animais domésticos que tivemos: dois peixes cor-de-laranja que um determinado dia eu e a minha irmã, ainda pequeninas, entornámos na alcatifa e saltavam sem cessar; um hamster que retirávamos da gaiola intimidando a minha mãe que se assustava imenso sempre que o via a correr pela sala; um piriquito que se encontrava junto à chaminé da cozinha onde se encontrava o fogão e acabou por morrer ao levar com o vapor libertado pela panela de pressão. 

Enfim, um mundo de encantamento, de descoberta, de felicidade, de porquês, de alegria, divertimento. Claro que, hoje, já adulta e com outra maturidade não posso cingir-me à minha infância. Não posso ficar indiferente à realidade que nos rodeia, trate-se das meninas de Boko Haram, na Nigéria, trate-se dos milhares de crianças que são sujeitas a trabalhos (muitas das vezes forçados), dos milhares de crianças que passam fome, que não têm possibilidade de aceder à educação ou aos cuidados básicos de higiene e saúde, das dezenas e dezenas de crianças que sofrem de doenças oncológicas ou outras, ou que simplesmente são órfãs ou mal tratadas pelos seus progenitores ou familiares. Este é um cenário que me impressiona, que me entristece e que me faz perceber que fui uma criança cheia de sorte. Por todos estes milhares de crianças que sofrem rezo a Deus por um amanhã melhor, pleno de amor, carinho e protecção. 




Decidi celebrar este dia com gelados, pois qual é a criança que não gosta de comer gelados? Além disso, ainda permanece uma criança dentro de mim!

Massa dos Cones (é preciso ter a máquina para fazer cones de gelados)

Ingredientes: 

75 G Manteiga
125 G Açúcar Mascavado 
250 G Água morna 
250 G Farinha 
Canela q.b. 
1 Ovo 
1 Saco de Açúcar de Baunilha (opcional) 

Preparação Tradicional: 

Misture a manteiga, os açúcares e o ovo até obter uma mistura cremosa. Peneire a farinha e junte a canela. Junte a mistura de farinha e a água morna à mistura principal. Continue a misturar. É melhor alternadamente juntar a farinha e a água para obter uma massa lisa. 
Pré-aqueça a máquina, unte as placas com um pouco de óleo e quando a máquina estiver aquecida, ponha uma colher de sopa da massa no centro da placa, feche de imediato e coza até obter um waffle dourado. Retire-o e ponha-o na forma para cones enquanto quente. O seu cone está pronto para encher com gelado!

Preparação Bimby: 

Coloque no copo, a manteiga, os açúcares e o ovo e bata na vel 3/ 1.30 min, até obter uma mistura cremosa. Peneire a farinha e junte a canela. Junte a mistura de farinha e a água morna à mistura principal e volte a programar 1.30 min/ vel 3. É melhor alternadamente juntar a farinha e a água para obter uma massa lisa. 
Pré-aqueça a máquina, unte as placas com um pouco de óleo e quando a máquina estiver aquecida, ponha uma colher de sopa da massa no centro da placa, feche de imediato e coza até obter um waffle dourado. Retire-o e ponha-o na forma para cones enquanto quente. O seu cone está pronto para encher com gelado!








Gelado de Morango (receita livro base da Bimby)

Ingredientes:

200 G Açúcar em pó ( a Bimby faz)
800 Morangos congelados
1 Limão descascado s/ parte branca nem caroços
200 G Natas frias
1 Clara de Ovo
1 Lata de Leite evaporado (previamente congelado em cuvetes de gelo)

Preparação Tradicional:

Coloque no processador de alimentos o açúcar, os morangos, o limão, as natas, a clara e triture até desfazê-los.
Adicione o leite evaporado e e triture até obter um creme espesso e uniforme e envolva com a ajuda de uma espátula.
Coloque num recipiente e leve ao congelador cerca de 6 horas. Retire 10 minutos antes de servir.

Preparação Bimby:

Coloque no copo o açúcar, os morangos, o limão, as natas, a clara e dê uns golpes de Turbo para desfazê-los.
Adicione o leite evaporado e programe 2 min/ vel. 9., envolva o gelado com a ajuda da espátula.
Coloque num recipiente e leve ao congelador cerca de 6 horas. Retire 10 minutos antes de servir.









Gelado de Ananás ( site www.foodfromportugal.com)

Ingredientes:

500 G de Ananás
3 Gemas de ovo
200 G Natas para bater
1 c. sopa de Açúcar para bater as natas
100 G de Açúcar

Modo Tradicional:

Descasque o ananás e corte-o aos bocados. Coloque os pedaços de ananás num liquidificador e triture-os até ficarem em creme.
Guarde as natas cerca de 20 minutos no frigorífico. Batas as natas com uma colher de sopa de açúcar até ficarem firmes. Reserve no frigorífico.
Com uma batedeira eléctrica bata as gemas de ovo com o açúcar até obter uma mistura esponjosa. Reduza a velocidade, adicione o creme de ananás e misture bem. De seguida, adicione as natas e misture bem.
Coloque numa taça e leve ao congelador cerca de seis horas ou de um dia para o outro. Retire 10 minutos antes de servir.


Modo Bimby:

Descasque o ananás e corte-o aos bocados. Coloque os pedaços de ananás no copo da Bimby e triture durante 1.30 min/ vel 9. Retire e reserve.
Guarde as natas cerca de 20 minutos no frigorífico. No copo limpo e com a borboleta bata as natas com uma colher de sopa de açúcar por 2 min/ vel 3 1/2, até ficarem firmes ( tenha atenção para não passarem a manteiga). Retire e reserve no frigorífico.
No copo da Bimby, limpo e com a borboleta, bata as gemas de ovo com o açúcar por 3 min/ 37º C/ vel 3, até obter uma mistura esponjosa. No fim do tempo, adicione o creme de ananás e misture bem, na mesma velocidade por um minuto, sem temperatura. De seguida, adicione as natas e misture bem, por mais um minuto, na mesma velocidade e sem temperatura.
Coloque numa taça e leve ao congelador cerca de seis horas ou de um dia para o outro. Retire 10 minutos antes de servir.







Gelado de Pistácio ( site: www.larecetadelafelicidad.com)

Ingredientes:

Puré de Pistácio:

150 G de Pistácio s/ casca
150 G de Água quente
Pistácios p / decorar

Gelado:

250 G de Leite gordo
250 G Natas
150 G de Açúcar
1 C. Chá de Maizena (8 G)
3 Gemas
250 G Natas bem frias

Preparação Tradicional do Puré de Pistácio:

Enxaguar os pistácios por água para tirar o sal. Triturá-los com a água quente até obter um puré cremoso.

Preparação Tradicional do Gelado:

Ferva 200 g de leite com 250 g de natas e os 150 g de açúcar num tacho.
À parte, numa taça, bata ligeiramente as gemas. Noutra taça, adicione as 50 g de leite com a colher de chá de maizena e mexa com uma vara de arames até ficar bem dissolvido e sem grumos. Junte as gemas e o leite e as natas fervidas e mexa energicamente.
Coe esta mistura para remover quaisquer vestígios de gema de ovo que possam ter coalhado e leve de novo ao lume médio até que o creme engrosse ligeiramente, sem deixar de mexer.
Retire do lume, adicione a pasta de pistácio e misture bem.
À parte, bata as 250 g de natas bem frias e junte ao preparado anterior apenas quando este estiver bem frio.
Reserve no congelador e retire de 30 em 30 minutos e bata com a batedeira para que o gelado fique mais cremoso, até solidificar.

Preparação Bimby do Puré de Pistácio:

Enxaguar os pistácios por água para tirar o sal. Colocar no copo da Bimby os pistácios com a água quente e triture 15 seg/ vel 9 ou até obter um puré cremoso.

Preparação Bimby do Gelado:

Coloque as 200 g de leite, as 250 g de natas e os 150 g de açúcar no copo da Bimby e programe 8 min/ 90 ºC/ vel 3. Retire e reserve. 
À parte, numa taça, bata ligeiramente as gemas. No copo, adicione as 50 g de leite com a colher de chá de maizena e mexa por 1 min/ vel 3, até ficar bem dissolvido e sem grumos. Junte as gemas e o leite e as natas fervidas e mexa 1,30 min/ vel 4.
Coe esta mistura para remover quaisquer vestígios de gema de ovo que possam ter coalhado e coloque de novo no copo da Bimby programando por 5 min/ vel 4/ 90 º C,  até que o creme engrosse ligeiramente. Adicione a pasta de pistácio e misture por mais 1 min/ vel 4. Retire e reserve. 
No copo limpo e com a borboleta, bata as 250 g de natas bem frias durante 2 min/ vel 3 1/2 (tendo atenção para que não vire manteiga) e junte ao preparado anterior apenas quando este estiver bem frio, envolvendo tudo muito bem.
Reserve no congelador e retire de 30 em 30 minutos e bata com a batedeira para que o gelado fique mais cremoso, até solidificar.








Mensagens populares